ptarzh-CNenfrdeitjarues

Para proteger infraestruturas críticas é necessário conhecer os riscos a que uma rede industrial e os sistemas de controle estão submetidos, quais as principais normas de segurança disponíveis no mercado e como corretamente implementar e monitorar o CSMS (Cyber Security Management System) definido pela norma ISA/IEC 62443. A Academia TI Safe oferece treinamento e certificação específicos para a proteção de infraestruturas críticas, que prepara seus alunos para a complicada tarefa de assegurar as redes industriais e sistemas de controle contra ataques cibernéticos.

Nos últimos anos tem sido verificado um aumento vertiginoso dos incidentes de segurança em infraestruturas críticas pelo mundo. A formação preenche um segmento de mercado com enorme demanda das indústrias cujas infraestruturas são críticas para as nações.

O curso é baseado na metodologia TI Safe ICS.SecurityFramework® e ensina como aplicar as melhores práticas da norma ANSI/ISA-99 (atual ISA/IEC 62443) em ambientes industriais de infraestruturas críticas.

Está disponível no formato de 20 horas de aula ministradas na Academia TI Safe (Rio de Janeiro, Brasil) ou em qualquer local para um grupo mínimo de 10 alunos. Ele é indicado para profissionais de TI ou de Automação Industrial que possuam conhecimentos sobre sistemas operacionais, protocolos de rede, linguagens de programação, hardware e software. São desejáveis conhecimentos em segurança da informação e sistemas de controle industrial (ICS).

Figura: Formação Presencial

Apostilas da Formação

As apostilas da formação foram preparadas em língua portuguesa e inglesa e são distribuídas em formato digital (arquivo com extensão PDF). Elas são constantemente atualizadas e aprimoradas. Uma semana antes da data programada para o início de cada treinamento a TI Safe enviará os dados para que os alunos matriculados possam baixar da Internet a apostila e o material de apoio. Fica ao critério de cada aluno imprimir a apostila ou levar seu laptop ou tablet para as aulas com a apostila em formato digital.

Aulas Práticas e Demonstrações Técnicas

Durante o treinamento serão realizadas aulas práticas e demonstrações técnicas de ataques e defesas contra redes de automação simuladas.

Para a demonstração de ataques contra redes industriais contamos com simuladores de redes de automação de plantas industriais apresentados na figura abaixo:

Figura: Simuladores de redes industriais usados na Formação em Segurança de Automação Industrial

Conteúdo do treinamento:

  • Módulo 1 – Introdução: Apresenta os objetivos do treinamento, suas regras, instrutores e alunos.
  • Módulo 2 – Riscos: Visão geral de um sistema de controle e monitoramento, seus elementos, protocolos e arquitetura típica. Definição do que são infraestruturas críticas, sua importância e apresentação de casos recentes de ciberterrorismo. Apresenta os tipos de atacantes, o mercado que alimenta os ataques cibernéticos, ataques documentados, os principais desafios para implementação de segurança em infraestruturas críticas e técnicas para elaboração de análise de riscos em redes industriais de acordo com a norma ISA/IEC 62443 e a metodologia TI Safe ICS.SecurityFramework®.
  • Módulo 3 – Planejamento: Apresenta métodos para o desenvolvimento de um Plano de Segurança Cibernética Industrial.
  • Módulo 4 – Controles: Dividido nos seis módulos da metodologia TI Safe ICS.SecurityFramework®, a saber: Governança e Monitoramento, Segurança de Borda, Proteção da rede industrial, Controle de Malware, Segurança de Dados, Educação e Conscientização.
  • Módulo 5 – Monitoramento: Apresenta métodos para a implementação de monitoramento contínuo em plantas de automação, incluindo tecnologias de SIEM e serviços gerenciados de segurança.
  • Módulo 6 – Práticas: Coloca o que o aluno em contato com as principais ferramentas de ataque utilizadas por hackers e também as principais contramedidas de segurança cibernética industrial apresentadas durante o treinamento.

Veja o testemunho de ex-alunos baixe a ementa completa do curso em português ou inglês.

O mesmo conteúdo da formação presencial disponível em nosso ambiente virtual de ensino. Estude quando e onde quiser. São 10 módulos de aulas em vídeo com testes ao final de cada módulo.

Figura: Ambiente virtual de ensino

Uma formação completa que lhe dará o conhecimento necessário para identificar riscos em redes industriais, bem como recomendar as principais contramedidas para os mesmos, de acordo com as principais normas de segurança internacionais.

Durante a formação, Gestores de Segurança de Automação, Gerentes de TI e Diretores Industriais aprenderão um processo passo-a-passo para identificar os riscos chave em sistemas de controle SCADA, projetar e implantar o CSMS (Cyber Security Management System) de acordo com o que diz a norma ISA/IEC 62443.

Figura: Trilha de aprendizado da Formação Online da TI Safe

 

Público-alvo

Este curso foi especificamente desenvolvido para profissionais responsáveis por auditar, instalar e assegurar a infraestrutura crítica nacional, incluindo:

 

  • Geração, Transmissão e Distribuição de Energia
  • Estações de Tratamento de Água e Esgotos
  • Petróleo e Gás
  • Serviços de Telecomunicação
  • Transportes e Logística
  • Serviços Financeiros
  • Produção e distribuição de alimentos
  • Serviços de Segurança (Polícias e Forças Armadas)

 

A certificação CASE determina se um profissional possui o conhecimento adequado para assegurar corretamente uma rede industrial com sistemas SCADA. Totalmente em português, a certificação oferece aos administradores de redes industriais e seus gestores uma medida objetiva de competência, bem como um padrão reconhecível de conhecimentos.

 

A quem se destina a certificação CASE?

Esta certificação foi especificamente desenvolvida para profissionais responsáveis por auditar, instalar e assegurar a infraestrutura crítica nacional, incluindo:

 

  • Geração, Transmissão e Distribuição de Energia
  • Estações de Tratamento de Água e Esgotos
  • Petróleo e Gás
  • Serviços de Telecomunicação
  • Transportes e Logística
  • Serviços Financeiros
  • Produção e distribuição de alimentos
  • Serviços de Segurança (Polícias e Forças Armadas)

 

Figura: Certificado de conclusão da certificação CASE

 

Regras da certificação CASE

  • A prova para a certificação CASE é composta de 60 perguntas de múltipla escolha.
  • O tempo de prova é de 90 minutos e o candidato terá duas tentativas para realizar o exame.
  • O aluno será aprovado caso obtenha quantidade de acertos igual ou superior a 70% do valor total dos pontos atribuídos ao exame.
  • Em caso de aprovação o candidato terá direito ao certificado CASE.
  • O certificados CASE tem 2 anos (24 meses) de validade a partir de sua data de emissão.

 

Preparação para a prova

A certificação é aberta a todos os profissionais que tenham interesse na área, porém a TI Safe recomenda expressamente que os candidatos considerem realizar a Formação em Segurança de Automação Industrial antes da prova. Esta formação preenche todos os domínios de conhecimento da certificação e é executada em turmas regulares conforme calendário divulgado no website da TI Safe. A TI Safe disponibiliza guia de estudos com os principais tópicos que deverão ser revisados e um simulado para você medir o nível de seus conhecimentos antes do exame.

Inscreva-se

*Ao clicar em "Inscrever" você declara que está de acordo com o compartilhamento de suas informações pessoais, logo se responsabilizando da utilização das mesmas, como regula a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD ou LGPDP), Lei nº 13.709/2018.

Copyright © 2007-2018 - TI Safe Segurança da Informação - Todos os direitos reservados.